Temer diz que optou pelo modelo distritão pois já vem com nome de esquema de corrupção

A comissão da Câmara que discute mudanças no sistema eleitoral aprovou na madrugada de hoje o chamado “distritão” para as eleições de 2018 e de 2020 na escolha de deputados federais, estaduais e vereadores.

Encabeçado por ele e Cunha desde 2015, Temer diz que acredita que o distritão é o melhor modelo pois já vem com nome de esquema de corrupção.

“Não poderia haver escolha melhor. Mensalão, Petrolão e Distritão. Perfeito para a classe política do Brasil”, disse Temer.

Pouco debatido na sociedade, o distritão não é muito conhecido pelos brasileiros. De acordo com uma pesquisa recente, 80% da população achou que o modelo é um escândalo de corrupção envolvendo o Distrito Federal quando ouviu o nome pela primeira vez.