Governo estuda Imposto de Renda de 35% e brasileiro já poderá pagar para trabalhar

A equipe econômica estuda elevar a alíquota máxima do Imposto de Renda para 35%. O objetivo é cobrir o rombo das contas públicas. Hoje, a maior taxa é de 27,5%. Países como a França têm a alíquota máxima de 45%. A nova alíquota seria aplicada a quem ganha acima de 30 salários mínimos, ou R$ 23.640,00.

O rombo nas contas aumentou porque o governo precisou fazer algumas compras de emergência. Compras de deputados, por exemplo. A nova alíquota já incorpora o espírito da livre negociação. O governo fica livre para cobrar e o trabalhador fica livre para pagar sem reclamar.

“Nós dissemos que iríamos fazer o país parecer um país europeu, então resolvemos começar pelo Imposto de Renda”, disse um membro do alto escalão do governo.