Brasileiro nos EUA que leu “push” e sempre empurrou a porta será condecorado

João Edvásio do Amaral, de 45 anos, assistente administrativo mineiro de Sete Lagoas receberá na próxima sexta-feira um prêmio muito especial. O motivo: em sua primeira viagem aos Estados Unidos, no mês passado, ele empurrou todas as portas toda vez que leu a placa “push”. Ele não puxou nenhuma das vezes. Nenhuma. Nem por um milésimo de segundo. João é um fenômeno. Por isso, receberá um troféu e 50 mil reais da associação de cursos de inglês do Brasil.

“Ele mostrou que é possível um brasileiro pensar em inglês”, disse William Joseph da Silva, filho de americana e brasileiro, que preside a associação. João diz que fez apenas dois anos de curso de inglês na adolescência, mas que sempre usa o “macetinho” de pensar em fazer a coisa ao contrário quando tem que abrir as portas. “Então quando eu lia push, eu sempre empurrava em vez de puxar”.

O problema é que, com o “macetinho”, João também tentou entrar em todas as lojas onde estava escrito “closed” na porta. Numa das situações, quase foi preso.