O presidente Temer vem fazendo reuniões seguidas com deputados na véspera da votação na Câmara que pode fazer a denúncia de corrupção contra ele seguir para o STF.

Temer recebeu tanta gente que um espertalhão de terno azul marinho e gravada escura se infiltrou no meio da turma e fingiu ser um deputado. Conseguimos uma entrevista exclusiva.

“Para me enturmar, eu roubei a carteira de um garçom que estava servindo o cafézinho e logo fui elogiado por um deputado do PMDB que perguntou qual era o meu partido.”

“Falei que era suplente, tinha começado naquele dia. Logo me aproximei do Temer, não sem antes ser orientado a prender a respiração devido ao cheiro forte de enxofre. ‘Depois você se acostuma’, falou outro deputado.”

“O processo foi fácil. Eu disse que ele é o maior estadista do Brasil, mas que estava sem dinheiro para fazer tatuagem. Ele me disse que pelo apoio me pagaria também um implante de cabelo e uma viagem com a família para a Disney. E olha que eu sou cabeludo e solteiro.”

A partir de R$ 5 mensais você pode ajudar o Sensacionalista a pagar as suas despesas e fazer muito mais. Saiba como participar do nosso grupo de reunião de pauta no Telegram e acessar notícias exclusivas. Clique aqui e assine