Volta de House of Cards marca recorde de atestados médicos no mundo

Uma epidemia mundial de todas as doenças? Um misterioso surto de gripes, enxaquecas e piriris? A Organização Mundial de Saúde entrou ontem em estados de alerta, depois das informações de que as grandes empresas dos países do Ocidente estavam com recordes de funcionários doentes.

“Meteram tanto atestado que pensamos que desta vez o fim do mundo estava mesmo ocorrendo”, diz Louis Gomez, secretário da OMS. O motivo, porém, foi descoberto depois que as empresas mandaram inspetores na casa de vários funcionários e descobriram que eles, na verdade, não estavam doentes, mas ficaram em casa para fazer uma maratona da nova temporada de House of Cards.

O brasileiro Theo Marques, de 32 anos, que trabalha como assistente administrativo em uma empresa de Belo Horizonte, alegou diarreia para não comparecer ao trabalho. “Não resisti. Queria saber se o roteiro do Brasil está mesmo melhor do que a série”, conta. Pego na mentira, foi demitido, mas não vai sair agora atrás de outro trabalho. Quer aproveitar para fazer maratonas de Better Call Saul e Bloodline.