Temer admite que Dilma caiu por não salvar Cunha e número de brasileiros chocados já chega a zero

Num lance de pura genialidade que denota todo o seu talento para a carreira política, Michel Temer admitiu, ao vivo, em rede nacional do canal aberto Bandeirantes, que se a presidente Dilma tivesse garantido os votos do PT que salvariam Eduardo Cunha no Conselho de Ética, o impeachment não teria acontecido.

Temer admite, portanto, que o julgamento das “pedaladas fiscais” que se arrastou por meses e gastou milhões do orçamento público foi um espetáculo para esconder o real objetivo: uma vingança de Eduardo Cunha na qual o resto do establishment político embarcou para se ver livre do PT.

Leia também:  Estratégia da oposição é dizer que Lula estava com Joesley e Temer para fita ter valor legal

A notícia chocou um número assustador de brasileiros. Até o momento por volta de zero pessoas se surpreenderam com a admissão de Temer.

Depois desta fala, Temer também disse que acha que se fosse pobre Marcela não se casaria com ele, que a água é molhada e que o céu é azul.

Veja o vídeo:

Sensacionalista em vídeo

Inscreva-se no nosso canal  e não perca mais nenhum vídeo: Captura de Tela 2016-08-30 às 20.08.21