Cunha pede indulto a Justiça para comemorar aniversário de um ano do impeachment de Dilma

“Que Deus tenha misericórdia desta nação. Voto sim”, disse Eduardo Cunha em 17 de abril de 2016, quando era presidente da Câmara. Há exatamente um ano, a Câmara dos Deputados autorizou a abertura do processo de impeachment contra Dilma Rousseff.

Cumprindo pena em regime fechado, Cunha pediu indulto a Justiça para sair da prisão e comemorar o aniversário do impeachment de Dilma.

“Como responsável pelo impeachment, que considero filho meu, tenho o direito de ir na sua festa de aniversário”, disse Cunha.

Para comemorar a data, deputados que votaram a favor da saída de Dilma criaram um auxílio bolo de aniversário para pagar a comemoração. O bolo encomendado pelos parlamentares chegou de manhã cedo em Brasília e custou 84.000 reais.