Economia reage e Brasil em breve será a nova China. Em direitos trabalhistas

A economia vem dando sinais de estar saindo da crise. Depois de 22 meses de encolhimento, o mercado de trabalho virou em fervereiro e gerou 35 mil vagas.  O avanço fez o governo comemorar.

“Nesse ritmo já já seremos a nova China. Digo em termos de direitos trabalhistas e liberdade de manifestação”, afirmou um ministro.

Durante 22 meses de retração foram eliminadas 2,86 milhões de vagas com carteira assinada.

Leia também:  Não há provas, mas há convicção de que Lula roubou a atenção no Lollapalooza

No congresso cresceu o movimento contra a lista de Janot. O argumento é que se as investigação for em frente o desemprego voltará a crescer. Entre os políticos.

Sensacionalista em vídeo