Temer desiste da TV e paga youtuber que trolla os avós para defender reforma da previdência

A Justiça determinou a suspensão da propaganda criada pelo governo federal para defender a reforma da previdência. O anúncio estava sendo veiculado na televisão e em outras mídias. Segundo a juíza que decidiu sobre o caso, a publicidade defendia um projeto do partido político de Temer e não teve como objetivo informar a população ou educar a população, como determina a legislação.

Com a perda da propaganda na TV, Temer decidiu recorrer novamente ao YouTube, como fez para defender a reforma no ensino médio. Dessa vez, ele pagou um youtuber​ que faz vídeos “trollando” os avós para elogiar a reforma da previdência.

Leia também:  Frase de Ciro deixa eleitor em dúvida se ele é candidato a presidente ou a xerife 

“Eu estava reunido com meus aliados, que me auxiliaram na criação da proposta de reforma, e nos intervalos sempre assistíamos aos vídeos desse youtuber. Gostávamos muito das pegadinhas e maldades que ele faz com os avós dele. Uma vez ele esfregou pimenta na dentadura da avó e colocou vaselina no box do banheiro antes do avô tomar banho”, disse Temer.

O governo federal agora prepara publicidades em defesa da reforma trabalhista. A defesa da proposta será feita por youtubers desempregados, desesperados por dinheiro e que estejam aceitando qualquer coisa.

Sensacionalista em vídeo