Russo que previu fim do mundo reclama de bullying no trabalho hoje

Na semana passada, a agência espacial Americana, NASA, confirmou que um asteroide com mais de um quilômetro de diâmetro passaria próximo ao planeta Terra a uma velocidade de 40 mil km/h na ultima semana de fevereiro.

Mas, segundo o astrônomo russo Dyomin Damir Zakharovich, o objeto celestial deveria acertar a terra nesta quinta-feira, dia 16, causando o fim da Humanidade como conhecemos. Ele estava errado.

Zakharovich errou e seus colegas de trabalho, no Burger King da Av. Lênin, na Rússia, não perdoaram.

“Ele vive exigindo que a gente chame ele de ‘doutor Zakharovich’ mas ele nem terminou o ensino médio. Aí todo ano ele vem com uma dessa de apocalipse para se dar bem”, disse um amigo.

Segundo Zakharovich, o que teria acontecido é que o mundo se filiou ao PSDB e evitou o próprio fim. Mas isso não pôs fim ao bullying, muito pelo contrário.

“Eu ainda acho que o mundo vai acabar. Poxa, eu cheguei hoje pra trabalhar e tinham mudado a plaquinha da minha mesa para Babushka Dinah”, reclamou.

Uma outra atitude de Zakharovich também chamou a atenção dos colegas.

“Ele veio trabalhar! Ué! Se o mundo vai acabar, por que você viria trabalhar? É um palhaço mesmo”, riu.

Sensacionalista em vídeo