Com a notícia de que o Brasil caiu no ranking mundial de educação, ficando na 63ª posição em ciências, 59ª posição em leitura e a amarga 66ª posição em matemática de uma prova feita em 70 países, o Brasil passou a liderar o ranking mundial de países que mais caem em rankings mundiais.

“Nós só podemos comemorar mais essa conquista do nosso país. Essa é a prova de que estamos nos recuperando de todos os contratempos que o Brasil enfrentou nos últimos anos e a crise já nem nos assusta mais” comemorou em comunicado o Governo Federal.

Considerada uma das maiores potências mundiais em anos anteriores, o Brasil agora trabalha dentro das possibilidades.

“Cair no ranking de educação é só o começo, queremos cair ainda no ranking de saúde, segurança, mobilidade urbana e democracia para nos tornarmos líderes isolados e absolutos na categoria queda” diz um comunicado do Governo Federal.