Há dois dias, o vídeo-convite (“save de date”) do enlace de um casal de advogados de Goiânia começou a circular na internet. Entre muitas jóias, relógios, roupas de marca, carrões e um jatinho, eles circulavam em câmera lenta mostrando o glamour de sua rotina. E convocando a sociedade para a data de seu casamento. Muita gente riu. Alguns acharam que era paródia de algum programa de humor da televisão, uma piada de Marcelo Adnet e Marcius Melhem ou talvez do Porta dos Fundos.

Mas não era.

Trata-se do mundo real – ou quase isso. Os dois advogados existem e de fato e resolveram fazer uma demonstração pública de seu amor, seus sorrisos, as tatuagens que homenageiam um ao outro, sua intimidade, sua conta bancária. A informação deixou muita gente em choque. Se o vídeo pré-nupcial é assim, o que será que o país verá no vídeo do casamento?