Assim que o Reino Unido oficializou sua saída da União Europeia, os argentinos começaram a trabalhar para ficar com a vaga. O presidente Mauricio Macri já está preparando a requisição para que seu país saia da América Latina e ingresse na UE.

“É só olhar pra gente, para nossa capital, nossa elegância, e ver que, no fundo, somos europeus. Nosso território está na América Latina por um grave equívoco”, afirmou.

Outro motivo, segundo o governo argentino, para que eles entrem na UE, é o número de jogadores de futebol que eles têm lá. Messi, por exemplo, ídolo no Barcelona, poderia participar da Euro e de outros campeonatos do continente europeu, o que aumentaria a audiência.