Sendo obrigado a dar cargos em seu governo para inúmeros aliados de Cunha, muitos com graves problemas na Justiça, o presidente interino Michel Temer repetiu o que fez quando era vice de Dilma e escreveu uma carta para Cunha se queixando por se tornar um presidente decorativo.

O Sensacionalista teve acesso a carta enviada por Temer a Cunha, confira:

Senhor presidente afastado da Câmara dos Deputados,
“Verba volant, scripta manent”
Está é uma carta pessoal. É um desabafo que já deveria ter feito há muito tempo. Não aguento mais vossa excelência mandando no meu governo e me obrigando a nomear aliados seus com um histórico tão sujo que não sou capaz de inventar desculpas para explicar tais nomeações. Me considero, hoje, um presidente interino decorativo.
Respeitosamente,
\L TEMER

Funcionários do Palácio do Planato afirmam que o gabinete de Temer está repleto de quadros com fotos de Eduardo Cunha. Um assessor chegou a afirmar que já ouviu Temer falando no telefone com Cunha e o chamando de “senhor presidente”.

Veja também: As principais gafes na primeira semana do governo Temer

Bruno Machado