Um grupo de investigadores ligados à Cúria Romana está analisando um milagre acontecido recentemente em terras brasileiras. Os representantes do Vaticano estão estudando o desaparecimento misterioso de uma denúncia contra Aécio Neves das páginas dos jornais. Segundo delação do doleiro Alberto Youssef e do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, Aécio teria recebido propina oriunda de recursos desviados da Petrobras e de Furnas.

A notícia foi divulgada em diversos veículos de comunicação do mundo, mas no Brasil ela acabou desaparecendo milagrosamente durante os festejos de fim de ano. Os investigadores do Vaticano estão avaliando se devem promover uma beatificação coletiva entre as empresas jornalísticas brasileiras ou se canonizam Aécio Neves logo de uma vez.