Assim como a menina que apanhou da Jéssica e permaneceu de pé, o governador Geraldo Alckmin não acusou o golpe que levou dos estudantes na tarde de hoje. Após dias de ocupação e protesto, Geraldo não aguentou a pressão e voltou atrás suspendendo o fechamento de 94 escolas que o governador tucanizou com o termo “reorganização”.

Segundo testemunhas, Alckmin teria se dirigido a uma aluna após a derrota e perguntado: “já acabou, Jéssica?”. A aluna Jéssica foi procurada pela imprensa, mas não quis se manifestar. Ela se juntou aos milhares de alunos que seriam transferidos para comemorar.

O Palácio dos Bandeirantes não quis se manifestar, mas fontes ligadas ao governador garantem que ele vai entrar na Justiça pedindo sigilo sobre a derrota no processo de reorganização das escolas estaduais de São Paulo.