Agora é oficial: a alta direção do Facebook decidiu que não é necessário ter lamentado todas as tragédias passadas para se solidarizar com a última. 

“Cabe ao usuário se solidarizar com o que ele quiser. Se fosse necessário lamentar todas as tragédias que acontecem no mundo não haveria espaço em nossos servidores”, publicou Zuckerberg em sua página. 

Caso as discussões e desentendimentos sobre ‘qual tragédia é mais importante’ permaneçam, Mark disse que vai desligar o Facebook por alguns dias após as próximas tragédias.