Um levantamento do Nupal (Núcleo de Pesquisas da América Latina) mostrou que urrar como um urso tendo orgasmos não afeta o resultado dos exercícios físicos.
Pesquisadores acompanharam 1200 praticantes de musculação durante seis meses. Eles constataram que aqueles que urraram durante as aulas tiveram o mesmo resultado dos que malharam quietos.

Os cientistas não conseguiram descobrir porque as mulheres usam meião para malhar. Também não foi esclarecido porque as pessoas que vão para a academia dizem que vão treinar.