No dia de São Sebastião, o Rio de Janeiro aproveitou para relembrar a história do Santo que foi assassinado em um paredão na Indonésia por traficar bíblias para o país. Na época, como ainda não existiam armas de fogo, o paredão era feito com flechadas. São Sebastião tentou se proteger. Como se vê nas fotos, ele sempre andava com um capacete, mas os romanos foram mais espertos e acabaram atirando flechas apenas no corpo.

Em última carta deixada por São Sebastião, ele falava sobre sua pena de morte: “puro recalque das invejosas.” Vários fieis peregrinam até a imagem de São Sebastião, no Rio de Janeiro, para ver o santo suar. Historiadores afirmam que o Santo sempre cuidou muito do seu físico e adorava se alimentar de batata doce e peito de frango para poder morrer sem camisa.

Por Cacofonias, L. Lanna e Otileno Jr.