O segundo homem mais rico do mundo, filantropo, dono da Microsoft e desenvolvedor do sistema operacional mais xingado do planeta lançou um desafio: “A fama deste homem chamado Feliciano já chegou aqui nos EUA e fiquei impressionado por ele ser mais mal falado que o Windows. Estou oferecendo 2 milhões de dólares para quem encontrar um ser vivo favorável a este sujeito.”

Bill Gates está impressionado e pretende vir ao Brasil para conhecer Marco Feliciano pessoalmente: “Com esta reputação, ele pode trabalhar na Microsoft.” O desafio foi lançado ontem, no dia primeiro de abril, mas não é mentira. Segundo Bill Gates “o desafio parece absurdo, mas é real, porém não me preocupo com isso, pois os brasileiros já estão acostumados com coisas absurdas como alguém acusado de racismo, homofobia e estelionato assumir a comissão dos direitos humanos.”

Vinícius Antunes